segunda-feira, 9 de maio de 2011

Mais 5?!

Todos nós, por mais que nos custe a admitir, num momento ou noutro, já cometemos ou ouvimos alguém a cometer uma ou outra incongruência, vulgus calinada, na nossa mui nobre língua portuguesa. Tal como, em tempos, este blogue já AQUI denunciou, inúmeras são as expressões que despertam a nossa atenção no dia-a-dia: seja por se traduzirem em profundas redundâncias, como o tradicional subir para cima e descer para baixo ou sair para fora e entrar para dentro, seja por dizerem respeito a expressões que não passam nada mais nada menos de repetições desnecessárias, como sejam: certeza absoluta, acabamento final, sintomas indicativos, a razão é porque, fugir para outro lugar; ver-te com os meus olhos; amanhecer do dia; surpresa inesperada ou demasiadamente excessivo.
Acontece, porém, que o nosso português é igualmente capaz de ser traiçoeiro também a outro nível. Não são poucas as vezes que somos confrontados com situações onde o uso de determinada expressão pode dar aso a algumas dúvidas, se atentos... e um exemplo paradigmático do que falo é a banal expressão utilizada por aqueles que, concordando com algo que lhes é dito, proferem um extasiante "Dá cá mais cinco!", fazendo o correspondente acompanhamento gestual com a mão, especialmente com crianças. Ora, até posso perceber que num momento de euforia a aludida expressão possa fazer sentido, mas a pergunta impõe-se na mesma: "Porquê mais cinco?! Onde estão os primeiros cinco??" A menos que antes desses cinco já se tenha pedido cinco, parece-me errado pedir-se algo mais que ainda não lhes tinha sido dado! De qualquer modo, quem nunca deu um pontapé na língua de Camões que atire o primeiro comentário!

10 comentários:

m . disse...

quando se diz « dá cá mais cinco » , é suposto os primeiros cinco serem os da mão que esticas para receber os cinco do outro . digo eu .

ADEK disse...

ia responder-te, mas ja vi que a m. proferiu palavras sábias:P

teorianasnuvens disse...

LOLL...não sei se a M. tem razão ou não, mas que deve ter a sua razão de ser, tem.

Sloguótica disse...

Meninas,

Compreendo o vosso raciocínio! Aliás, essa hipótese ocorreu-me, por uma questão de lógica! :)

Contudo, pretendi ir mais longe no raciocínio por considerar que se alguém pede "mais" cinco (ainda que os esperados cinco sejam os da pessoa a quem os pedimos de mão estendida) seria sinal de que essa pessoa que os dará, já antes tinha dado os "primeiros" cinco a quem os pede!

Como digo no post, se alguém pede "mais" algo a outrém parece-me legítimo considerar que se estará a pedir algo que já antes lhe foi dado! Por exemplo, num outro contexto: se alguém pede 5€ a alguém, pede-lhe esses 5€, só se podendo pedir "mais" 5€ a essa pessoa, caso anteriormente lhe tenha feito o pedido dos "primeiros" 5€.

A Minha Essência disse...

Dar e receber! Parece-me justo.

:)

M. disse...

Dar 5 e receber 5...

Há menos que o outro seja maneta...

Fresco_e_Fofo disse...

Houve um tipo que fez isso ao Lula da Silva e o gajo foi aos arames...

Henrique Marques disse...

É como a velha história do cigano:
- Empresta-me 5€.
- Só tenho 10.
- Não faz mal, ficas-me a dever 5!

Bloguótico disse...

Bolas, quanta discordância! Foi preciso aparecer a Sloguótica para que posts no "crónica" fossem, finalmente, susceptíveis de debate ou teses! :p

Bem vistas as coisas, acredito ser possível afirmar que, de certa forma, as posições aqui defendidas até se complementam uma à outra... porém, embora seja suspeito tendo a concordar mais com a posição Sloguótica!

Na verdade, ainda que admita como válida a suposição inicialmente lançada pela "m.", creio que o reparo deixado pela Sloguótica é pertinente, fundamentalmente se tivermos em linha de conta o facto de se estar a pedir de alguém algo mais... o que, como ela diz, pressupõe que antes desse pedido "adicional" já antes terá ocorrido um primeiro!

O que direi de seguida pode parecer (mais) confuso mas di-lo-ei na mesma: é certo que poderá defender-se que são pedidos "5" além dos nossos [daí o "mais cinco"] contudo, da pessoa a quem se pede os "5", esses serão os primeiros "5" dados por ela... e só depois desses se poderia pedir "mais" cinco! Enfim... posições! :p

Sloguótica disse...

- A MINHA ESSÊNCIA: A mim também parece-me justo! : p No entanto, apesar de em certas situações eu não me importe de dar e não receber, neste caso não seria possível dar sem receber! : )

- M. + HENRIQUE MARQUES: Remeto-vos para a minha resposta dada às Meninas acima! : )

- FRESCO_E_FOFO: Talvez o Lula da Silva tivesse pensado que o senhor lhe estava a pedir dinheiro! : p

- BLOGUÒTICO: Apesar da discordância mostrada pelos seguidores neste post, fico contente por ter introduzido os debates e/ou teses, como tu próprio disseste, na vida do “crónica”. : p