quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Recados!!

Da mesma forma que existem as denominadas idades dos "porquês", do "armário" ou, até, a "para ter juízo", que, evidentemente, ainda não atingi... defendo que também existe a "idade dos recados"! Refiro-me àquela [difícil] idade em que os nossos pais, especialmente as mães, nos utilizavam como "pombos-correio"... mas em vez de nos darem um papel com o que pretendiam transmitir, como acontece com estes, obrigavam-nos a decorar o recado, literalmente! O discurso começava, invariavelmente, sempre da mesma forma: «[...] vais a casa de X e diz-lhe assim: "Olhe, Sr./Srª.X, a minha mãe mandou dizer que bla, bla, bla! [...]» E voltava a repetir-nos o guião, até à exaustão!!!
Devidamente instruídos, jamais nos poderiamos fazer à estrada sem antes lhe provar que tinhamos a lição estudada, o mesmo será dizer: repetir, termo por termo, palavra por palavra, vírgula por vírgula, tudo o que nos tinha sido acabado de transmitir, mais do que uma vez... ao mesmo tempo que nos acompanhava pousadamente, em voz alta... não perdendo a oportunidade para nos corrigir!
Finalmente, chega a hora de transmitir o maldito recado que, apesar de não ser textualmente transmitido da forma que a nossa mãe nos dizia, chegava ao destinatário. Regressados a casa, a primeira coisa que a nossa mãe nos pergunta, antes mesmo de querer saber a resposta ao recado, era algo do género: "Então?! Já lhe deste o recado?!... Como foi que lhe disseste?!" Bastava uma respiração mal feita para ouvirmos um sermão!! :D

36 comentários:

Berdades disse...

De facto isso é verdade!
Agora lembro-me dum avez em que isso aconteceu e quando minha mãe me perguntou pela resposta ao recado que eu tinha ido dar respondi-lhe:
"blá, blá, blá, blá , blá, blá blá, blá, blá, blá , blá, blá blá, blá, blá, blá , blá, blá blá, blá, blá, blá , blá, blá, blá, blá, blá, blá , blá, blá blá, blá, blá, blá , blá, blá, blá, blá, blá, blá , blá, blá blá, blá, blá, blá , blá, blá, blá, blá, blá, blá , blá, blá blá, blá, blá, blá , blá, blá....
Lembro-me disso como se fosse hoje.

Sílvia Maria disse...

Não me recordo de nada...Acho que passei essa idade em falso. Ou então minha mãe não me achava bom pombo-correio!

Soraia Silva disse...

Ja vi muita gente a fazer isso aos outros... eu popria ja o fiz com os mais pequeninos...

nao vez que basta uma palavra mal dita para o sentido da frase ser outro ou até mesmo poder haver más interpretaçoes? :P

tem de ser tudo muito bem explicadinho...

Tambem ja vi um miudinho (cerca de 6 anos e era esperto como tudo) a ouvir o recado, a repeti-lo direitinho e quando chegou à beira da pessoa a quem tinha de dar o recado, pôs a mao na testa e disse:
- ai esqueci-me, ja venho...

foi a correr para tornar a saber o que tinha que dizer LOL

Poetic GIRL disse...

Tal e qual! Tantos recados desses dei. Quer dizer ainda vou dando, que ela gosta muito de mandar recadinhos... bjs

Olhos Dourados disse...

Ainda me lembro quando fui à mercearia, e ia pelo caminho a dizer sempre para mim "1kg de detergente OMO, 1 kg de detergente OMO..." isto para não me esquecer.

Quando lá chego sai-me: queria 1 kg de HOMEM...

:S

Vaca na Lua disse...

Vejo aí, tal como se fosses transparente, amigo Bloguotico, que estás com um trauma de infância!Vá deita-te, relaxa, partilha com os teus amigos o que te vai nessa cabeça! Talvez assim, se encontrem respostas para todos os teus posts...

Bjito de compreensão directamente da Lua

Bloguótico disse...

- BERDADES: todos já passamos por momentos "blá blá's" desses! LOOL

- SÍLVIA MARIA: sortuda, então... duma maneira ou d'outra! :D

- SORAIA SILVA: pelos vistos o post tem mesmo alguma razão de ser LOL
Concordo que uma palavra possa fazer a diferença, mas não acredito que, por exemplo, "substituir" a palavra solicitar por pedir, possa dar azo a distintas interpretações! LOL
Estou solidário com o miúdo... imagino o testamento que a mãe lhe deve ter incumbido de transmitir! LOOL

Bloguótico disse...

- POETIC GIRL: LOOL... hoje em dia, nada como uma boa cábula! LOOL

- OLHOS DOURADOS: depois disso aposto que passaram a utilizar um detergente diferente, tipo, TIDE... p evitar confusões dessas! LOL

- VACA NA LUA: sou assim tão transparente?! Não sei se será apenas um provável trauma de infância que justificará os meus posts! LOOL

Inês Brito disse...

Eu era usada como pombo-correio das vizinhas da minhã avó, até que comecei a fugir delas. xD

Bj,
(i)

Shell disse...

LOL ! Devo ter dado uma espécie de salto nessa idade :p apesar de já ter utilizado o método com a minha afilhada, não me recordo de ter acontecido comigo :D *

Rosie disse...

eu ainda sou usada como pombo-correio, por acaso... mas isso é verdade, tem de ser tudo tal e qual como nos é dito para transmitir, senão... :)

Bloguótico disse...

- INÊS BRITO: LOOL... a fuga é sempre uma alternativa! Difícil, mas não impossível! LOL

- SHELL: devias ter vergonha... Não faças aos outros o que não te fizeram a ti!!! LOOL

- ROSIE: coragem e estuda bem a "lição"... senão há sermão!! LOOL

taralhouca disse...

Aqui a Taralhouca voltava sempre a casa, perguntar novamente o dito recado... as coisas não corriam muito bem! hehehehe

S* disse...

Nunca tive jeito para pombo correio... esquecia-me da mensagem.

opinião própria disse...

É mesmo assim, e já passei pelas duas fases, de aprender o recado e de o ensinar... Mas realmente para que uma mensagem resulte efectivamente vale mais comunicar directamente... Até rima...

Luzinha disse...

Espera lá?? o que é isto: cronicadumbloguotico@hotmail.com?? Macaquinho de imitação! Que oferecido... achas que alguém vai enviar algum mail para ti ou alguem quer falar contigo?? Ahhahaah

Secundino O Mítico disse...

A mim mandavam mas eu não ia.

É castigo por me terem chamado Secundino O Mítico.

Bloguótico disse...

- TARALHOUCA: não corria bem, nem podia correr... é demasiada informação para armazenar!LOL

- S*: pois, claro... testamentos daqueles só pordiam terminar em esquecimento! LOL

- OPINIÃO PRÓPRIA: talvez se os recados também rimassem, fosse mais simples decorá-lo! LOOL

- LUZINHA: oferecido, não... dado!!! Para quem o "crónica" não chegue passou a haver esse suplemento! Tb duvido, mas pode ser que alguém lhe dê uso! LOL

- SECUNDINO: isso mesmo... cá se fazem, cá se pagam! LOL

Mimo Azul disse...

Aiiiii era uma idade gira =) agora anoto tudo no telemóvel para não esquecer, ainda assim... a lista das compras nunca vem completa para casa!!!

beijocaaaaaaaaaaaaaaaaaa

Nuvem disse...

LOL
acho que a minha mãe se esqueceu dessa fase... ou então a minha memória já funciona de acordo com a idade e estado de graça em que estou e obliterou essas situações :=)
Mas acho graça ao que passaste :)

Bloguótico disse...

- MIMO AZUL: idade gira, mas lixada prá memória! LOL
No caso das compras, diria que a lista vem mais do que completa... já que se costuma trazer sempre algo que lá não constava! :S

- NUVEM: quase que apostava na segunda hipótese... afinal de contas, recados todos nós demos!! LOOL

Spixii disse...

A minha mãe também tentou fazer de mim, a menina dos recados, e por causa disso, levei muito tau tau! Ela mandava-me ir dar os recados e eu, não só não ia, como respondia com toda a convicção:NÃO VOU!!!

Não sei o que a chateava mais, se era eu não ir, ou se era o "NÃO VOU" loool

Beijo*

Pinkk Candy disse...

Eu não me lembro dessa fase, ohhh
Mas vou aplicá-la no meu baby, quando ele tiver idade (que agora só tem 15 meses) ahahahah, o que me fizeste magicar =)

XOXO

Bloguótico disse...

- SPIXXI: valente! Nada de criar maus hábitos! :D
Ainda assim, suponho que depois do convicto "NÃO VOU", deve ter surgido um também convincente: "AI VAIS, VAIS... QUEM DISSE QUE NÃO VAIS?!" LOOL

- PINKK CANDY: pronto... tens noção que acabaste de me arranjar um inimigo para o resto da vida, certo?!! Com esse coment, hipotecas-te todas as hipóteses do teu bébé vir a ser seguidor do "crónica"! LOOOL

Alexandre disse...

Gostei, gostei ;)


Eu estou na idade do 'não-sei-como-é-que-é-e-tenho-raiva-de-quem-sabe'



Ehehe

LopesCa disse...

LOL idade dos recados que mau LOL

ZaniNE disse...

Há quanto tempo! Sempre vou passando cá, mas ou bem que leio, ou bem que escrevo...

Saudades...

Volto em breve!

Beijoquinhas.

Bloguótico disse...

- ALEXANDRE: ora aí está mais uma idade que dava perfeitamente para mais um post! Eu não-o-vou-fazer-mas-terei-raiva-de-quem-o-fizer!! :D

- LOPESCA: a realidade é mesmo assim, má! LOL

- ZANINE: olha ela... há quanto tempo, mesmo!! De facto, não te tenho encontrado por estas bandas nem pelas tuas, mas folgo em saber que tens lido as minhas teorias...
Espero em breve poder continuar a ler as tuas... afinal de contas és bem capaz de ser aquela cujo blogue acompanho há mais tempo, pelo menos até há sensivelmente 3 meses, data da tua última aparição!! Fico à espera! :D

Ritinha disse...

hei pah concordo totalmente... e se não é a mãe é a avó --'

xD

Sei Lá disse...

Eu até respondia à perg do post acima, mas tem é de dar pa comentar :)

Kat disse...

Vim só deixar um beijinho :)

Bloguótico disse...

- RITINHA: e se não é a avó é alguém de certeza! LOL

- SEI LÁ: digamos que aquela é uma pergunta retórica... e, por saber a sua resposta, nada de coment's! LOL

- KAT: está recebido! :D

MM disse...

O que tu te lembras!!!

TOrmentoooo!

Bloguótico disse...

- MM: tudo o que, provavelmente, ninguém se lembraria, em matéria de post's, é provável eu lembrar-me!! LOL

MM disse...

Então ainda bem que existes!... =)

Bloguótico disse...

- MM: caso contrário, trataria de ser inventado! :D