quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Meter água...

Aos poucos, as condições climatéricas da estação mostram-se cada vez mais consentâneas com as de Outonos anteriores e com o Inverno que se aproxima, porquanto o uso de guarda-chuva é cada vez mais frequente nas ruas! Ainda assim, tal como eu, muitos procuram evitar fazer-se acompanhar deste malfadado acessório e depois, entre uma ou outra corridinha, é verem-nos a andar coladinhos aos edifícios a aproveitar todos os recantos dos mesmos, numa vã tentativa de nos abrigar da chuva! Digo vã tentativa na medida em que, sem qualquer razão aparente, apesar de vulneráveis à chuva, temos de ser nós colocar-nos sob ela por haver sempre alguém que insiste em não mudar a sua trajectória quando dá de caras connosco, ainda que munidos de guarda-chuva! Será castigo ou fazem-no simplesmente para nos estragar o penteado?!...

31 comentários:

Nokas disse...

É uma boa questão, eu aposto na hipótese de estragar o penteado :)

a Gaja disse...

Tenho a dizer que o guarda chuva é o acessório principal de todos os invernos (aprendi isso quando fui de férias pra vizinha Espanha e tive de andar sempre com um atrelado) só tens de escolher o que melhor se adapta a ti. Eu descobri que não há nenhum modelo que se adapte a mim :)

Agora sobre penteados, hum...eu tenho uma teoria melhor,lol...para mim é a calçada. debaixo das abas dos prédios ela está seca logo não escorrega tanto quanto a molhada e por isso ninguém se quer desviar. Mas junta o ir de cu ao chão por escorregar na calçada com o penteado e dá uma coisa espantosa :)

Karochinha disse...

Eu também não gosto nada de andar com aquele mono gigante pendurado em mim, prefiro andar à chuva, afinal é só água, ok, molhamo-nos todos e tal, mas isso que os "outros" fazem, aqueles ranhosos de sorrisinho cínico de quem quase podiamos ouvir um sussuro deste género: Estás a ver oh chico(a) esperto(a), agora vais ali apanhar com as gotas bem grossas a entrarem-te pelo pescoço, enquanto eu vou por aqui, bem sequinho!
É cruel, ah pois é!(risos)
Beijocas nossas ;)

Vaca na Lua disse...

A chuva irrita-me, deixa-me mal-disposta! E o chapéu de chuva tb!
(mau feitio!)

Bjito directamente da Lua

60 Sinais disse...

É de proposito...eles andam carregados de guarda chuva e de certeza que o tiveram para deixar em casa...já que chove têm que se fazer ver e quem não o tem que se lixe...é a lei da selva meu amigo!(ai como odeio chuva...)

S* disse...

Há gente que é um verdadeiro perigo de guarda-chuva na mão. :D

Bloguótico disse...

- NOKAS: a menos que se seja careca, também me custa a crer noutra razão! :p

- A GAJA: quanto a guarda-huvas, até acredito que possa existir algum que se adapte a mim... o difícil é eu adaptar-me a ele! :s
Sobre a tua teoria da calçada, admito que faz muito sentido... afinal de contas ums súbita alteração das condições do piso pode provocar qualquer acidente, independemtemente do penteado que usemos! :p

Bloguótico disse...

- KAROCHINHA: tal e qual... a menos que chova a potes e tenha mesmo de sair à descoberta rua é que o dito mono, forçosamente, tem de me acompanhar... ainda que tenha uma pequena esperança de, assim que ponha o pé fora de abrigo, a chuva passe e possa deixar o tal mono! Lamentavelmente, não tem passado de isso mesmo... uma esperança inconcretizada! :s

- VACA NA LUA: ora aí está mais um pormenor em comum, cara amiga das coincidências... mau feitio em resultado do tempo! :p

Bloguótico disse...

- 60 SINAIS: um dia destes transgrido as leis da selva, saco-lhes e guarda-chuva e... peço a alguém que o atire à cabeça por mim! :p

- S*: mais... depois ainda há aqueles que, estando a chover e tendo guarda-chuva, optam por não o abrir e seguir com ele na mão, fechado, e "obrigando" também quem o não tema desviar-se deles! Também a estes, muitas vezes, sinto vontade de fazer o que disse acima à "60 Sinais"! :p

SuperSónica disse...

E quando se chocam os dois chapéus??? Jasus, e ter de desviar o chapéu ou nós próprias para não nos cegarem com aquilo...é por isso que não utilizo!

Candybabe disse...

Podem ser mauzinhos... Mas acho que é mais porque não olham para a frente, estão a ver onde colocam os pés para não apanharem uma poça de água (na melhor das hipóteses!).

Sara sem Sobrenome disse...

Eu prefiro que não se desviem do que, quando se desviam, me espetem com as varetas nos olhos.

TERESA SANTOS disse...

E que tal ficares sem um olho? É que as varetas furam mesmo!

Alguém, mas alguém tem culpa que sejas super comodista? (ia dizer outra coisa mas fico-me pelo comodista...)

Andar a lavar as paredes dos edifícios é uma acção meritória, mas...?

Conheces uns guarda-chuva com cabo extensivel? Esses "encolhem", logo podes levá-los dentro da pasta.

Não usas pasta?

Oh, mas que coisa!

Leva num saco de plástico, pronto!!!

TERESA SANTOS disse...

Vês que não estou a mentir?!

Não tinha visto o comentário da Sara e ela diz o mesmo: as varetas furam os olhinhos!

Porque será que não aprendes???

Bloguótico disse...

- SUPERSÓNICA: como perceberás, tal raramente se sucede comigo... por norma a minha cabeça faz as vezes do guarda-chuva! :s

- CANDYBABE: de facto, há por aí muitos que além de usarem o guarda-chuva para se protegerem da chuva também o usam como escudo contra as pessoas tão em "baixo" o seguram! Diria que não são como os burros, que só olham para a frente, mas andam perto pois só olham para baixo! :p

Bloguótico disse...

- SARA SEM SOBRENOME: admitindo como provável esse contacto com as varetas, já estou como tu... antes molhado do que cego, pois! :p
Grato pela visita e sê bem-vinda ao "crónica"! :p

- TERESA SANTOS: já percebi que a questão das varetas reverte especial importância, ok! Ainda assim, fiquei curioso para saber que outro adjectivo te passou pela mente antes de optares pelo "comodista"! :p
Quanto à minha obra benemérita para com as paredes, admito que me ri com essa tua perspectiva! :p
Por fim, os ditos que encolhem são uma opção, sem dúvida, mas não deixam de ser um guarda-chuva! :p

TERESA SANTOS disse...

O adjectivo?

Se fosse a ti não queria saber!...

Também não digo, era só o que faltava.

O chapéu?
Ou optas por um carapuço impermeável ou por uma pneumonia.

A escolha é tua, trovador!...

P.S. Ups! Não pode ser! É que corres o risco de ficar rouco...

Nadyta disse...

Os guarda chuvas haviam de vir com campainhas é que às vezes é mesmo um perigo, não há mesmo penteado que se salve LOL

desejo disse...

ahahahaha! Uso guarda chuva, não gosto de usar e por vezes, vou à chuv, junto às casas...o pior é quando, caem aquelas pingas dos telhados, que não podemos evitar, e então "ai!".
Dar de caras com um palermóide desses, como acontece a qualquer mortal, não se desvia, fico danada e resmungo.
Isso, e outras atitudes que têm com as suas armas defensoras da chuva.

:)

Bloguótico disse...

- TERESA: depois desse "trovador", o até podia ser qualquer um pois centraria apenas atenções naquele! :p
Quanto à opção, assim postas as coisas, deixa-me lá enfiar o barrete... perdão, o carapuço! :D

- NADYTA: ou então esses espaços da rua onde procuramos abrigo da chuva que tivessem uns semáforos instalados para os peões que passassem junto às paredes, com ou sem guarda-chuva! :p

- DESEJO: quanto aos pingos do telhado não levei com nenhum agora e até senti o arrepio na espinha! :p

só 1 mulher disse...

Não gosto de chuva...
Então e aqueles, que desde que o inverno começa, e mesmo nos dias em que não chove, transportam os seus chapéus gigantes num arrastar constante... claro que é tropeção atras de tropeção

1 beijinho

Gasper disse...

Odeio andar de guarda-chuva. Parto todos, bato em tudo GRRR Pode ser falta de jeito, mas quero acreditar que o problema não é meu :p

Bloguótico disse...

- SÓ 1 MULHER: poucos serao os que gostam dela, pelo menos aqueles que se virem na rua sem nada que os possa abrigar dela quando ela surge de repente!! A respeito dessa situação de usar o guarda-chuva independentmente de chover, atrevo-me a dizer que a explicação para tal estará muito próxima da explicação que se possa dar nos casos em que, só por ser Verão, já exista quem use o calção ainda que se sinta frio!! :s

Bloguótico disse...

- GASPER: a julgar pela reacção a este post sou capaz de afirmar categoricamente que não estás só no que toca a nutrir esse sentimento pelo guarda-chuva! :p
Já que falas em partir guarda-chuvas, outro problema associado ao seu uso está relacionado com a sua perda... bastando para tanto que na horsa de saída de onde entrámos acompanhado de um já não chova! Invariavelmente, ele terá como destinatário ou a sala dos perdido e achados ou as mãos de algum que não trazia guarda-chuva quando entrou, mas que precisa de um quando vai sair por estar a chover! :p

Ritinha disse...

Eu acho que é mesmo para dar cabo do penteado. Há gente que é assim... Não gosta de ver os outros bem penteados :P

Beijinho

Estudante disse...

E quando nos temos de abrigar nos edifícios e levamos com as beiras todas? :P

TERESA SANTOS disse...

Estava mesmo à espera disto.

Metes-te tanta água que te afogaste!

Queres uma boia?...

Felina disse...

Pior sao as caleiras rotas e aquela pinga grossa que acerta mesmo atrás no pescoço brrrrr

TERESA SANTOS disse...

Trovador, volta, estás perdoado!

De quê?

Não sei!

Mas isto, de vir aqui e "bater com o nariz na porta"...

... enfim!...

Ah, já sei!
Estás a fazer as filhós!!!!!

Bloguótico disse...

- RITINHA: acredito até que mesmo que se seja careca essas pessoas hão-de querer e fazer de tudo para molhá-la!! :p

- ESTUDANTE: a quem tu perguntas... a quem tu perguntas! :p

- TERESA SANTOS: de facto, o termo é capaz de ser mesmo esse... ultimamente tenho-me "afogado", mas em trabalho! E olha que essa boia dava um jeitaço que nem imaginas! :s
Quanto ao teu sentido apelo, de tudo farei para deixar a porta aberta o máximo de tempo possível... mas por enquanto tem sido muito complicado! :s

M. disse...

lol

Eu não me desvio...nem uso guarda chuva:)