quinta-feira, 30 de junho de 2011

DNA Sloguóticaneano

Tendo a Sloguótica já AQUI dedicado um post à minha família, onde deu conta da sua admiração pela parvoíce partilhada pela generalidade dos meus congéneres, é justo que eu retribua o gesto falando da sua, usando como pretexto a comemoração do 2º aniversário do seu sobrinho e futuro seguidor do "crónica": o pequeno Pipoca... meu homónimo, por sinal! A festa aconteceu em casa dos avós do aniversariante, pais da Sloguótica, onde compareceram os demais familiares do miúdo que reuniu à mesa 15 pessoas, algumas das quais apenas ali conheci pessoalmente pela primeira vez! Para sossego da Sloguótica e minha própria tranquilidade, procurei adoptar uma postura mais discreta do que aquela que alguns de vós terão a meu respeito, pois convinha causar boa impressão... o que consegui, pelo menos, com uma pessoa na casa: a bisavó do Pipoca! Esta adorável senhora, após o seu primeiro contacto comigo, não se escusou a largar um entusiástico desabafo na direcção da Sloguótica, que se estendeu aos ouvidos dos demais presentes, dizendo-lhe, e passo a citar: "ESCOLHESTE-O MUITO BEM!" Como compreenderão, naquele momento, esta senhora passou a ser o meu elemento preferido na casa... desde logo por me ter permitido, ainda que por instantes, dividir com o aniversariante o protagonismo da noite! Sentados à mesa, foi-me cedido um lugar próximo do aniversariante [acredito que por acharem mais adequado manterem as crianças próximas umas das outras] o que me permitiu confirmar de perto a teoria que desde cedo fui ouvindo a respeito do Pipoca ser um óptimo negociador no que toca à distribuição de mimos, apesar da sua desmedida timidez. Para ele nada há sem uma contrapartida. Se alguém pretender um beijo dele ou um simples "mais cinco", tal apenas é possível se devidamente financiado, designadamente por... ervilhas, morangos e/ou chupas! Acontece, porém, que esta “fosquice” do rapaz tem também o reverso da moeda nos casos em que é ele o interessado em algo, tornando-se facilmente subornável... especialmente na hora da distribuição das prendas, já que antes de as ter em seu poder, a exigência de beijinhos e “mais cincos” foi uma constante e ele teve mesmo de ceder à chantagem!... ...Felizmente, o Pipoquinha não sai à tia Sloguótica, caso contrário a esta hora andava eu a pedir esmolas na rua para poder ter um miminho dela!

5 comentários:

Nokas disse...

Ah grande Pipoca, não há cá miminhos para ninguém à troca de nada :)

LopesCa disse...

Heheheh grande Pipoca :)

MM disse...

Reti-me ali na frase "o pequeno Pipoca... meu homónimo, por sinal!"... Depreendo que o teu nome é Pipoca? Será por isso que há uns tempos tiveste de repetir o teu nome várias vezes à senhora do balcão não sei de onde?! Então está explicado!

Fresco e Fofo disse...

Correcção intensão-intenção.xD

Esta miúda (Olhos Dourados) desde Março que, sem nunca ter manifestado qualquer intenção de abandonar o blogue, deixou de postar, de fazer visitas e, como tem os comentários moderados, os mesmos nunca mais foram publicados.
Se alguém da sua lista de amigos tem, por outra via, conhecimento de algum acontecimento que a tenha forçado a afastar-se, agradecia que informassem através da minha caixa de comentários ou, caso seja informação sigilosa, podem fazê-lo para o seguinte E-mail fofofresco@gmail.com com a garantia de sigilo absoluto.

Obrigado

Bloguótico disse...

- NOKAS + LOPESCA: sem dúvida, um pequeno grande Pipoca!! Dá para perceber que o miúdo tem futuro assegurado! :p

- MM: loool... como diz a minha mãe sobre as novelas, é meu homónimo "na vida real"! E é um nome lindo, evidentemente!! :p

- FRESCO E FOFO: de facto há uns tempos valentes que está desaparecida, porém, lamento... nada de novo tenho para partilhar! Pode ser que em breve surjam notícias! :)