quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Inquirição surreal!

Não é meu apanágio servir-me de vivências profissionais do meu dia-a-dia para fazer delas publicações no "crónica", contudo, não resisti à tentação de partilhar convosco uma situação, no mínimo, surpreendente, ocorrida numa sala de audiência de determinada comarca! Em causa estava a inquirição de uma testemunha arrolada nos autos de processo de inventário mandado instaurar por cliente nosso, por óbito de seu pai, onde se pugnava saber, entre o mais, se determinado saldo bancário indicado numa das verbas constantes da relação de bens apresentada, integrava, ou não, acervo hereditário.
No fundo, discutia-se se aquele saldo fazia parte da massa de bens que integra o património deixado pelo inventariado/falecido para, se for o caso, se proceder à posterior partilha da herança, até então indivisível por ficção legal.
Ora, no decurso da aludida inquirição, algo de inédito aconteceu, pelo menos para os presentes naquela sala do Insigne Tribunal! Antes mesmo de se estabelecer qualquer diálogo com a testemunha, a primeira impressão com que se ficou era a de que a senhora mostrava sinais de quem não se encontrava em condições para depor no processo, por diversas ordens de razões que não importa aqui e agora realçar! Tais suspeitas, depressa se viriam a tornar em certezas quando o Meritíssimo Juiz concedeu a palavra aos mandatários das partes para inquirirem a testemunha, que viria a presentar-nos com um depoimento pouco claro, manifestamente delirante e ostensivamente sugestionado e limitado à ficção! A dada altura, sem que nada nem ninguém, o fizesse prever, quando se discutia uma eventual co-titularidade da conta em causa com certa senhora, estranha à família, a testemunha levanta-se da sua cadeira, caminha até junto da secretária dos Advogados, perante o olhar incrédulo de todos os presentes, e apoiando o cotovelo na secretária, olhos nos olhos e num tom de voz mais silencioso mas não menos incoerente, confessa ao Colega que eu acompanhava, que o falecido era muito boa pessoa mas que "SEMPRE GOSTOU DE DAR UMAS MOCADINHAS", enquanto o exemplificava com gestos que, creio, não terão dificuldades em perceber quais! Escusado será dizer que, estando eu a escassos centímetros da senhora, e constatando que nem o Exmº Sr. Dr. Juiz conseguiu manter a compostura que se exige, conter-me não foi preocupação minha! Felizmente, a pressa com que se iniciou a diligência foi a mesma com que o Meritíssimo Juiz a deu por finda, sem que houvesse a necessidade de me ter sido dada ordem de expulsão da sala por as minhas, ainda que contidas, gargalhadas virem a ser entendidas como ofensivas para o Tribunal! Enfim...

20 comentários:

pink poison disse...

Eu amanhã vou a tribunal com o meu ex marido, será que vamos entrar nessa?

...Ju... disse...

que andas tu, Bloguótico a fazer perdido nestes tribunais do país? a captar pérolas destas?

tiveste sorte... imagina que a senhora estava enfurecida e tinha resolvido distribuir tabefes?

;)

A Minha Essência disse...

Sacaninha, diria antes hilariante!!
Risos... trabalhar assim com episódios deste porte não é para todos! Só os sacaninhas têm beneces destas para fazer as suas delícias! :)

alezandri disse...

"exemplificava com gestos" - delirante :D Será que ela tomou uma dose de Bloguóticaina?

Quando e como eu quiser disse...

A senhora quis fazer ali um depoimento completo do senhor, incluindo a vida sexual. Não quis esconder nadinha ao tribunal! E ainda te ris de uma testemunha assim? Tão verdadeira? ahah

TERESA SANTOS disse...

Mas divertida, diz lá que não!
E quebrou a rotina, e foi original e, principalmente, deu azo a uma audiência rápida, o que representa um feito notável.

Bloguótico disse...

- PINK POISON: não sei se percebi o que pretendes dizer com o "entrar nessa", mas se for no sentido de disparatar, sigam o exemplo e sejam originais! :)

- ...JU...: ossos do ofício, minha cara! Ainda assim, devo concordar... kk coisa é melhor do que distribuição de tabefes, especialmente quando eu estiver por perto! :D

- A MINHA ESSÊNCIA: sem dúvida que "hilariante" também resumiria esta inquirição! Demasiado hilariante, diria mesmo! :D

Bloguótico disse...

- ALEZANDRI: desconheço tal facto... mas seria digno de ser perguntado se tal me ocorresse na altura! LOL
Obrigado pela visita e sê bem-vindo ao "crónica"! :)

- QUANDO E COMO EU QUISER: lá está... digamos que foi um depoimento em jeito de cusquice entre vizinhos depois do almoço! Se pensarmos bem, a senhora cumpriu o que prometeu quando jurou dizer apenas a verdade e nada mais do que a verdade! LOOOL

- TERESA SANTOS: como disse a Essência, hilariante!! Não só animou as hostes como nos fez sair mais cedo... bem bom! LOL

Belinha disse...

Que pérola de senhora LOL

Luis Baptista disse...

Esta gente é doida.

A.Menina disse...

Ahahaha tu tens um imãn (seja lá como porra se escreve isso) que atrai gente doida, so pode!

Vera, a Loira disse...

Se o tribunal fosse sempre tão divertido era uma alegria.

pink poison disse...

Bloguoticozinho: correu tudo muito tenso, embora o advogado dele insinuasse que a separação se deveu a isto e aquilo e eu me tivesse apetecido dizer: "Olhe, é que ele, nem sempre dava a assitência devida à esposa"

NI disse...

20 anos de barra deram-me algumas situações hilariantes. Por esse motivo tinha sempre à mão um lenço de papel não fosse a situação complicar-se para o meu lado. Era cá um acesso de tosse...

:)

Senhor Geninho disse...

Quem diz a verdade não merece castigo! :D

Bloguótico disse...

- BELINHA + LUÍS BAPTISTA: há dias assim! ;)

- A.MENINA: a senhora perto de mim era um anjinho, acredita!! :)

- VERA, A LOIRA: pode parecer um contra-senso, há sempre alegria quando assistimos a alguém a fazer figuras tristes! ;)

Bloguótico disse...

- PINK POISONZINHA: tudo conta para a violação dos deveres conjugais… e a assistência é um deles… assim como o é a “assistência”! :D

- XOTÔRA NI: humm… então é por isso que se vê tantos Colegas de lencinho na mão! lol

- SENHOR GENINHO: ditado muito acertado!... até no caso! :D

Auto disse...

Lots of great information and inspiration. I just would like to say thanks for your great efforts.

Alina disse...

Haha funny court, a court has always little funs.

Pakistan Jobs disse...

I enjoy this court fun.