quinta-feira, 24 de novembro de 2011

O problema da rejeição!

As novas tecnologias abriram ao Homem enormes perspectivas de enriquecimento cultural e de comunicação com o mundo e um exemplo paradigmático disso mesmo é o telemóvel, cada vez mais imprescindível no quotidiano de cada um de nós! Sucede que, ao contrário do que muita gente julgará, ter-se telemóvel não é sinónimo de total disponibilidade para o atender sempre que decidem fazer-nos uma chamada, por mais urgência que possam ter! Seja porque razão for, certamente, já sentiram necessidade de rejeitar uma chamada, mas o caricato é que podemos ter de o fazer vezes sem conta, apesar da sistemática rejeição! Na verdade, fracassada a primeira tentativa de estabelecerem contacto, de imediato a repetirão na ânsia de a verem atendida! Refeita a chamada, igual desfecho assiste... em todas as sucessivas tentativas!! Impossibilitada a ligação, logo centrarão atenções num segundo número de telemóvel dessa mesma pessoa! E adivinhem... a chamada culmina com nova rejeição! Eu até concebo a hipótese de a insistência se dever a qualquer urgência, mas convenhamos que podendo, ou querendo, atender já o se teria feito antes da vigésima terceira tentativa, num e noutro telemóvel! Se o assunto é urgente deixem mensagem que com certeza verão a chamada devolvida... caso ainda reste bateria nos aparelhos, depois de tamanha insistência!

30 comentários:

Candybabe disse...

Insiste... Insiste...
Pode ser que ao desligar se enganem e carreguem no verde, com a aflição ahaahhahahahahhahahah

Paula disse...

Bem, aí depende da urgência. Se for para avisar que aconteceu um acidente ou que alguém morreu...
Agora, quando são assuntos que não interessam a ninguém, aí podem tentar e retentar quantas vezes quiserem, que o resultado é o mesmo!

NI disse...

Quando não entendem a indirecta, sou directa. Desligo o telemóvel.

Beijo

Gasper disse...

Aí ou está alguém a morrer ou vou me chatear. Às vezes tenho mesmo saudades da altura em que não haviam telemóveis.

Vaca na Lua disse...

Nada melhor que desligar o telemóvel... e eu tenho a desculpa perfeita: na lua não há rede!

Bjito directamente da Lua

Roxanne disse...

concordo a 200%! mas as pessoas insistemmmmmmmmmmmmmmm!

Bloguótico disse...

- CANDYBABE: o meu post vai precisamente em sentido oposto, ou seja, estou do lado de quem rejeita as chamadas... todavia, essa tua teoria até pode ser parte da explicação de tamanha e insuportável insistência de que faz as sucessivas chamadas!! Aliás, se calhar até julgam que o destinatário da chamada tem telemóvel e ainda não o domina! :p

Bloguótico disse...

- PAULA: acredito que na esmagadora maioria dos casos a insistência não será tanto pela urgência mas pela teimosia... Custa-lhes perceber que se a chamada foi rejeitada, de nada adianta tentar de novo! Caso contrário, tentem outra pessoa ou então deixem sms, como disse! :p

- GASPER: assim sendo, calculo que muitas foram as vezes em que houve chatices! :p

Bloguótico disse...

- NI: rejeitar a chamada já é, por si só, uma tremenda directa... mas pronto, desligar com telemóvel desligado são capazes de mudar ideias... a menos que tenham um outro número teu e insistam com esse, até o desligares também!! :p

- VACA NA LUA: não está mal visto, não! :p
Ainda assim, terias uma desculpa ainda maior... mas para isso não poderias rejeitar a chamada, embora não a atendesses: justificavas-te com a distracção dizendo que estavas na "lua"! :p

- ROXANNE: são como as pilhas "duracel", nunca mais acabam... de insistir!!

Ana disse...

Eu podia ficar aqui a divagar durante horas sobre o assunto, mas digo apenas que existem uma série de situações relativamente ao telemóvel que são verdadeiras faltas de respeito para com os outros. Para além dessa insistência - que eu resolvo bem mantendo sempre o meu telemóvel sem som e nem me dando ao trabalho de rejeitar - existe também aquela de te enviarem um monte de mensagens a dizer coisas como "então, não respondes? Não atendes?". Normalmente, quando chegam a esse ponto, ficam mesmo sem resposta.

O meu telemóvel anda há mais de 2 meses com a bateria marada e desliga-se quando me ligam. Acreditas que eu nem me dou ao trabalho de mudar a bateria, já que tem sido um verdadeiro descanso?

SuperSónica disse...

Há pessoal que não se toca, mesmo!

Karochinha disse...

E dura e dura, tal qual as pilhas Duracel, certo? Eu sou muito mais grossa e atendo, mando umou dois berros a quem me incomoda e avisologo que para a próxima é ainda pior, é remédio santinho!
Bejocas nossas ;)

Luzinha disse...

Eu tenho solução pra isso!
http://cronicadumbloguotico.blogspot.com/2011/01/ela-tramou-te-bloguotico.html
Ahahahahahahhaah

Cacarol disse...

Há gente assim...

60 Sinais disse...

Eu por algum problema cronico que me assiste nunca atendo o telemovel à primeira...estou sempre longe dele, ou está no silencio ou sei lá...tenho que ser sempre eu a gastar dinheiro por ser uma distraida --'...enfim...por isso não rejeito muitas chamadas não =P

Beijo*

CoisasDaGaja disse...

Amén to that! Que se há gente que me enerva é essa que se esquece que não é obrigatório atender uma chamada só porque eles insistem em ligar vinte mil vezes! Se queres saber, quando me fazem isso tão cedo não devolvo a chamada!

Bloguótico disse...

- ANA: a técnica do telemóvel silencioso resulta, em certa medida... pois se nos poupa ao trabalho de rejeitar a chamada, também nos leva a bateria toda, caso a insistência perdure... até porque, se uma vez rejeitada a chamada eles insistem, imagino que se não for atendida mais depressa ligarão novamente... até que viciem a bateria, mas com as "vantagens" que relatas! :p

- SUPERSÓNICA: é que não só não se tocam... como fazem o telemóvel dos outros tocar até à exaustão!!

Bloguótico disse...

- KAROCHINHA: certíssimo!! Responder com voz grossa é capaz de ser a solução... ou então atirar o tlm à testa de quem insiste ligar, na primeira oportunidade em que se está com essa pessoa!! :p

- LUZINHA: a brincar que o digas, era uma solução bem capaz de dar resultado... Sebem que comigo não deu, apesar de tudo! LOOL

- CARACOL: nada a fazer, aparentemente...

Bloguótico disse...

- 60 SINAIS: não duvido que dificilmente atendes alguma chamada... afinal de contas deves andar com o tlm junto a uma imensidão de coisas na bolsa! :p
Seja como for, acredita que não precisarias de retribuir a chamada: depois de encontrares o tlm na dita bolsa, aguarda por nova chamada daquele que viu as primeiras não atendidas, pois ela aprecerá! :p

- COISASDAGAJA: amén!! Lá está... quem liga e vê a chamada sistematicamente rejeitada não percebe que a vontade de retribuir a chamada, quando possível, é inversamente proporcional à vontade de a ver atendida!! :s
Grato pela visita... sê bem-vinda ao "crónica"! :p

Ju disse...

Compreendo-te bem, detesto quando estou "nem ai" e não me largam o tlm, passo-me! Lá está façam como eu faria, deixaria uma sms e esperava que me ligassem. Aliás eu tenho um problema qualquer com os telemóveis, pois sou super faladora, mas não gosto nada de falar ao tlm, prefiro mandar um sms.

Candybabe disse...

ahahahahahahahahahahahah
pode ser isso, falta de domínio sobre o bicho tecnológico ahahahahahahahah

Marta disse...

Há malta que não suporta a rejeição, seja ela de que forma for ;)

TERESA SANTOS disse...

Ui, que mau feitio!

O telemóvel tem um botãozinho (ou algo similar) cuja função é desligar o dito.
Para além disso tem outra funcionalidade que permite que o dono do dito, diga, com uma voz maviosa, que de momento não pode atender, que atenderá mais tarde, etc., etc. (o "discurso" fica ao critério de cada um, neste caso, o teu).
Para além das hipóteses já aventadas, há uma terceira. Arranjar uma música bonita - quem sabe, talvez um Fado de Coimbra... -, e pôr o insistente/persistente a ouvir uma bela melodia.

Nada disto resulta?
Não?
Então ATENDE!!!!

Uf, que estafa!!!!

Que tal ir até ao cronicas?
Pois!

Ah, é verdade: o fado...
... ???

Bloguótico disse...

- JU: quanto menos dispostos estamos para falar, mais vezes nos contactam, é verdade!!
Quanto ao teu dilema das chamadas e sms's... no teu lugar também eu preferiria estes últimos: afinal de contas uma conversa de 1h pode ser assim para o carota! LOL

- CANDYBABE: é uma forte probabilidade, entre muitas outras...

- MARTA: digamos que não é algo que aprecie, mas no que toca a chamadas não me aflijo com elas... antes pelo contrário, brinco com elas quando mais tarde consigo falar com quem pretendia! :p

Bloguótico disse...

- TERESA SANTOS: pontuhhh.... tinha de ser a Teresinha a contrariar o meu ponto de vista, evidentemente!!

A tua muito bem cuidada perspectiva até faz (algum) sentido, mas cai por terra se pensares que se rejeitas a chamada, primeiro, é porque não a podes atender... e depois, caso não o possas fazer por estares ocupada, por exemplo em trabalho, por não dar muito jeito continuares a trabalhar com a musiquinha de fundo... excepto quando o tiveres silencioso!

Ainda assim, mesmo que silenciado o telemóvel e mesmo que ignores a chamada, a ideia de depressa ficar sem bateria não me agrada... daí a rejeição que, parece-me, devia surtir o mesmo efeito que o de atender a chamada e dizer que não podia falar no momento!

Ai e tal não te custava nada... pois não, mas custava, em vão, uns trocos a quem tenta a chamada! :p

Quanto à visita ao "crónicas", creio já saber do que se trata, mas remeto para aí mais desenvolvimentos, embora curtos! :p

só 1 mulher disse...

eu opto por por no silêncio.. se continuar a insistir, desligo mesmo o telefone... aí penso não existirem dúvidas

1 beijinho

Katie disse...

Pois, parecem que por vezes não entendem que o destinatário da chamada, talvez não possa mesmo atender, para quê insistir cinquenta mil vezes?
Ás vezes enerva-me seriamente, quando no fim de tanta insistência, atendemos, e afinal, não era nada urgente! Óh santa paciência!
Beijo*

TERESA SANTOS disse...

Ai menino Bloguótico, que bela argumentação!

Convenceu-me?
Não senhor, nada disso! A "Teresinha" a dizer ámen só "porque sim"?

Nã, nã!!!

Pois, o grande problema é a "morte" da bateria!...

Não há baterias em saldo? Aproveita! Compras uma dúzia, ou duas, quem sabe, três...

A trabalheira que me dás!...

Como? "Desenvolvimentos curtos"? O que é que isso significa?

"Desenvolvimentos curtos"?
10 segundos...?

Espera!
10 segundos é pouco.
Não pode ser vinte?!

Senhor Geninho disse...

Não sou muito de rejeitar chamadas mas quando tem que ser, faço-o e não tenho problemas em ser rejeitado! :P
E não insisto mais porque gosto de poupar bateria no telemóvel... :D

Bloguótico disse...

- SÓ 1 MULHER: em último recurso lá terá de ser... ainda que isso implique ficarmos incontactáveis por causa de alguém que não percebe o fenómeno da "rejeição telefónica"!!

- KATIE: como se costuma dizer, "Senhor, dá-me paciência porque se me deres força eu parto-o todo"! :p

- TERESA SANTOS: citando alguém que ambos conhecemos: "tu não me irrites"! :p
Quanto aos segundos, de facto 10 é pouco... daí que foram prolongados para 1 minuto e 44 segundos, no post acima! :p

- SENHOR GENINHO: pensassem todos assim e este post nem sequer existiria! :D