sexta-feira, 1 de abril de 2011

Censos 2011! *

Com o aproximar do término do prazo para a entrega dos famosíssimos e obrigatórios "Censos 2011", curioso para descobrir que raio de informação se pretende com eles, decidi consultar o site do Instituto Nacional de Estatística para descortinar a questão! Eis então que, mesmo sem saber em concreto as perguntas do questionário, deparo-me com um separador que pretende dissipar dúvidas quanto ao seu fim.

"QUANTOS SOMOS?""COMO VIVEMOS?""O QUE FAZEMOS?" São exemplos de perguntas implícitas num questionário que tem como principal objectivo apresentar números concretos acerca da situação da nossa população. Pois bem, para não me lixarem mais a vida, respondendo respectiva e obrigatoriamente às citadas perguntas, afirmo o seguinte:

1. "Quantos somos?"
Simples!... Somos três terços: um terço de desgraçados que tenta sobreviver... um terço de desgraçados que um dia viveu e que agora terá de aprender a sobreviver... e um terço de "latifundiários" que vive à grande e à francesa à conta dos pobres.

2. "Como vivemos?"
Igualmente simples! O primeiro terço não come, não paga as contas, fica sem casa e... sem emprego! O segundo terço vende as casas, carros e afins para pagar as contas, pede ajuda a instituições para poder comer e... fica sem emprego! O último terço faz parte da lista de clientes dos carros e casas de luxo onde a crise nunca entra, comem em restaurantes de topo onde a comida que sobra não pode ser reencaminhada para os dois terços anteriores... não por uma questão de saúde, mas porque se as sobras são dos ricos, pagas com o dinheiro deles, então devem ir para o lixo, porque é lá que, supostamente, pertence o que eles não querem!

3. "O que fazemos?"
Simples, também! O primeiro terço lamenta-se, chora baba e ranho, definha, morre sem ajuda! O segundo terço vê desmoronar uma vida construída com base no trabalho, qual castelo de cartas cujo vento sopra lá de cima de onde o último terço se congratula... sorri... olha para baixo e pensa: "É impressão minha ou este fosso está a ficar gigantesco?!"

17 comentários:

Roxanne disse...

afinal não era preciso censos... tu tens as respostinhas todas certas! ;)

Belinha disse...

Concordo ali com a Roxanne!
Cá para mim tens uma bolinha de cristal para veres estas coisinhas todas ahn? confessa!

Indecisa disse...

Sem dúvida alguma (para mim) um dos teus melhores posts.


Disseste tudo! Os srs do INE vão ficar esclarecidos :p

beijinho *

Ana disse...

A brincar a brincar, e estão aqui as verdadinhas todas.

NI disse...

E mais barato do que os censos.

MM disse...

Quando falas a sério, é mesmo a sério. Tens toda a razão no que escrevestes...

Nokas disse...

Deverias enviar essas respostas para o INE! ;)

M. disse...

lol

Com tanto terço é escusado responder à pergunta facultativa sobre a nosso religião:)

Tu também trabalhas (os textos)...lol

A Minha Essência disse...

Eh láaaa! O último terço é inteligente com a conclusão, bolas!

Kiss ;)

Ritinha disse...

Com ou sem censos somos um bando de desgraçados governados por um bando de desavergonhados!

Sissy disse...

Tinhas as respostas todas às perguntas e ainda foram gastar dinheiro em papel e em pessoas? Desperdício...

Beijooo****

MartaP. disse...

ahahaha muito bom este post. muito acertado.

MartaP. disse...

ou acertivo? lol

Sissy disse...

A questão, como a Ana disse, é que tu a brincar disseste as verdades... triste, mas verdade!

Beijooo****

mythic disse...

falando de coisas seria....e quando vais oficializar a tua candidatura para 1ºministro

Sloguótica disse...

Até com assunto sério consegues aparvalhar! : )

Lady Me disse...

Como é que não li este post dela? Fantástico!